Semana do Caloiro


Não há semana que melhor faça o Porto de Honra de um novo ano que se inicia que a Semana do caloiro. Não há momento mais expectante que o de um caloiro que especula sobre o seu primeiro dia de faculdade… Aulas Teóricas? Teórico-práticas? Práticas? Laboratoriais? Mas qual é a diferença? As cadeiras não são todas a mesma? Porque mudam os professores? Cadeiras? Regentes? Catedráticos? Nini??? Muitas questões pairam na cabecinha destas crianças que olham para a fachada da Faculdade de Farmácia com um terror quase inato. Pois descansem, caros caloiros, porque a faculdade é muito mais que livros com mais de 400 páginas, em inglês, espanhol ou qualquer língua esquisita, e cujas imagens passam a ser ciclos atrás de ciclos, ou moléculas com nomes estranhos e cujas letras grossas da capa são tão assustadoras como Química Orgânica, tenham medo! Muito medo!

Não caloiros… As palmeiras pintadas com batom na cara, as unhas de roxo, a sangria na escolha de horários, as orelhas de burro, as cordas, os Fados, o Jantar do Caloiro, as Festas de Farmácia e as Noites de Tunas são a verdadeira amostra do que vale a pena na faculdade! O espírito de união, companheirismo, o Traje, a amizade, o orgulho de dizer sou da FFUL!! Sejam, caros caloiros, bem-vindos a esta Grande Casa! Vivam esta Grande Família!

Claro que o “Santo Graal” do Espírito Académico de Farmácia, são as Tunas da Casa! E quantos de vós não gritam já pelo “Titula-me” nas actuações d’A Feminina? Caros caloiros, a vida académica só faz sentido quando somos parte da supremacia de estar em palco com instrumento na mão e Farmácia na Lapela!

A Feminina marcou a diferença com a Sangria e as Madalenas na noite da Procissão até à Escolha de Horários, o Jantar do Caloiro e a grande e única Noite de Tunas, em que o palco se vestiu a rigor, de Traje e Capa Negra!

Sejam bem-vindos, Caloiros! E MENINAS, os ensaios são as Terças (18h-20h) e Quintas (18h-22h, com jantar na cantina). Apareçam! Podem não saber tocar nenhum instrumento, não saber cantar (ainda), não saber ainda os passos do Maneio, mas se o Espírito Académico já mexe dentro de vocês, não hesitem! Façam parte d’A Feminina e aprendam o que é realmente ser parte do Mundo Universitário na sua essência e como Estudante Académico!

E já agora... Boa Sorte para o novo Ano Académico que se inicia!

Tourné 2007



Como todos os anos, A Feminina reuniu-se em fim de Férias de Verão, algures pelo país, para rever velhas amizades, relembrar velhas músicas e dar vida a novos sons!
Este ano acolheu-nos Vila Viçosa! E nas festas dos capuchos, os foguetes de final de noite eram acompanhados dos olhares de capa traçada de 23 femininas! Cantámos e encantámos!


Foi lindo! A Feminina é que Domina!!!

Apresentação Tuna A Feminina

video

Contacte-nos!

A Feminina

Quando o preto da capa traçada se juntou à luz de um sorriso, banhado em copos e guitarradas, eis que surgiu então a verdadeira essência de ser tunante, o orgulho infinito de poder dizer que algum dia já fui uma Feminina.


Foi assim, numa noite como tantas outras, que um grupo de amigas deu asas ao coração, bebeu um trago de inspiração e tocou à luz da lua as primeiras notas de um destino tão apetecido.


Foi então em Fevereiro de 1996 que tudo começou, e foi no dia 10 de Maio do mesmo ano que aconteceu a nossa estreia, a qual ocorreu na carismática sala de alunos da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa.


As notas primeiro, depois uma música, um copo à mistura e um sorriso malandro, os anos passando e agora somos cerca de 50, no mesmo espírito, na mesma dedicação deixando às que entram vontade de ficar e àquelas que se ausentam a eterna saudade de sempre voltar...


Somos uma tuna com 15 anos de existência, que tem levado aos "4 cantos" do país o Espírito Académico e o orgulho de fazer parte da Tradição da Música Portuguesa e da Vida Universitária.


No coração, levamos a sensação de algo que jamais morrerá...


Uma vez Feminina, Feminina até ao fim!

afemininafful@gmail.com