Marias 2008

Depois de todo o trabalho, empenho, preocupação e euforia próprios do nosso primeiro festival “Traçadinho”, nada melhor que um convite para o Marias, festival de tunas femininas organizado pela tuna Maria da Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade Nova de Lisboa. Para além de muita alegria e animação, prometia ainda avivar o espírito e a união de todas as Femininas.

Rumo à margem sul do nosso Tejo, os nervos para a apresentação do nosso musical, O Fantasma da Ópera, estavam à flor da pele. Combinavam-se os últimos pormenores e faziam-se os últimos acertos, tentando fazer com que as horas dispendidas para o tão esperado momento se concretizassem num perfeito enlace entre Música, Teatro e Canto!

À chegada, tínhamos à nossa espera um jantar de gala. Ocupando 3 grandes mesas redondas, meias roxas candidatas, escadinhas caloiras e Colheres de Veteranas não deram tréguas: a cantoria, os brindes e a animação foram uma constante! O iniciar repentino da apresentação dos Musicais quase não deu tempo para pensar, e os nervos só se começaram a sentir já estávamos nós... no palco! Um Fantasma da Ópera ao jeito da Feminina deu lugar a risos e aplausos da plateia, de onde as Veteranas olhavam com orgulho para Candidatas e Caloiras, que tão bem souberam representar a Farmácia que levam na Lapela.

E porque a noite ainda mal começara a sorrir, seguimos para a festa da FCT, com bandas ao vivo, como os Hi5, que nos animaram a noite e fizeram a Feminina curtir o espírito mais 80’s e mais rockeiro que há em si.

Sábado, segundo dia do festival, seguimos para o outro lado do rio para um almoço que iria proporcionar mais um pouco de convívio entre as tunas. O almoço não se prolongou. Ainda haviam algumas arestas para limar na nossa actuação e precisávamos de um tempinho para ensaiar antes do check som.

Estes momentos mais técnicos e de maior concentração, repercutiram-se numa tarde descontraída e bem animada. E porque a Festa Feminina tinha metade do Pensamento em Sintra, foram algumas Vets e Caloirinha à Paisana dar os Parabéns, de Capa Traçada e Intrumentos na Mão, à Noiva que mais BOMBA!! Fomos até ao casamento da nossa Inês Barata, deixando alguma malta a curtir os work-shops de salsa e kizomba oferecidos pelas Marias! O grande espírito Feminina dos dois lados da nossa Lisboa!

E para quem achou a tarde animada, então foi porque perdeu o jantar! A música, a dança, os risos e a alegria não tiveram fim. Estivemos na companhia da anTUNiA e da ALMATUNA e até um senhor do coro cantou para nós...OLÉ! O jantar acabou com o brinde d’A Feminina, já todas reunidas, para aquele momento que nos dá coragem e pensamento positivo para mais uma actuação!

A hora aproximava-se e finalmente… o palco do Grande Auditório! As luzes acesas mal deixavam ver o público que enchia a plateia… E uma semana apenas de ensaios, devido à inteira dedicação que devotámos ao Traçadinho, deram azo a algum desconforto inicial… mas basta uma troca de olhares, um sorriso, e a intimidade que nos une permitiu-nos superar em conjunto os desafios e obstáculos, fruto de alguma insegurança e nervosismo, naquele sentimento que sempre se perpetua… Como se fosse a primeira vez! Mas A Feminina não larga o Sorriso, e imprime na Música todo o seu amor e dedicação, pelo que a presença foi una até à saída de Palco.

Os grandes nervos da nossa actuação deram lugar a um nervoso miudinho da entrega dos prémios… E o prémio de melhor pandeireta vai para… A Feminina!!! Já todas aguardávamos o dia em que o nosso naipe mais irrequieto iria explodir de alegria e via reconhecido todo o seu trabalho e dedicação (não dissessem elas que são o naipe mais forte!). Um Prémio já há muito merecido! Parabéns a todas as pandas (mesmo aquelas que não puderam estar lá a saltar).

Acham que ficamos por aqui? Naaaaaaaaaaaaa….
E o prémio de melhor solista vai para… A Feminina!!! E dá-se o esperado e desejado moche à Salomé! Ah fadista! Grande esforço...grande dedicação...mereceste este prémio! “seu nome próprio …Maria, seu apelido Lisboa!”… simplesmente lindo! Parabéns Salomé!

E ainda o prémio do canal UP, prémio que esteve em votação na internet e onde o público pôde escolher a sua tuna preferida. Foram votos em massa! Obrigada a todos (e a nós também)!

Também é de dar os parabéns a todas aquelas para quem foi o primeiro festival a concurso, a primeira actuação, ou o primeiro festival a tocar. Estiveram todas muito bem!

Stress e nervosismo ultrapassados, veio a festa. Foi no Dunas que nos juntámos todas e até ao amanhecer curtimos o espírito e culminámos assim um festival muito especial!

Por falar em Especial, chegaram ao Dunas 4 Colherzinhas mirins, que nesta noite de Marias receberam um reconhecimento muito especial! Subiram o último degrau e são hoje Excelentíssimas Veteranas da nossa Feminina! Parabéns pela Dedicação, Presença e Devoção à Tuna! A Tuna já não faz sentido sem vocês, e agora a Responsabilidade é outra! Bem-vindas Excelentíssima Veterana Ana Sofia Antunes, Excelentíssima Veterana Maria Paisana, Excelentíssima Veterana Inês Botas e Excelentíssima Veterana Joana Cruto! Vocês merecem!

Vencedores do sorteio de Rifas do "Traçadinho"

1º Prémio - 2 Packs de massagens Dermoclinics: Marquinhas Colaço
2º Prémio - Cabaz de produtos cosméticos: Fernando Ferreira
3º Prémio - Cabaz de queijos e vinhos: Tânia Mateus (Beza)

Traçadinho - O início

video
A Todas as Femininas, e às Tunas Presentes, Obrigada pelo espetáculo!

Traçadinho

Melhor Passa-calles: TUNAFE
Melhor Porta-Estandarte: TUNAFE
Melhor Pandeireta: TFIST
Melhor Instrumental: TFIST
Melhor Solista: TUNAFE
Tuna mais Público: TUNAFE
Tuna mais Tuna: Barítuna
Melhor Tuna: TUNAFE


Melhor Festival: A Feminina!!! =)