Cidade de Neve, de Roxo vamos pintar!

Foi na Covilhã que ficámos enfeitiçadas definitivamente pela magia d’A Feminina. Acolhidas pela EncantaTuna e sempre acompanhadas pela nossa Roxa, vivemos o nosso primeiro festival no V Feitiço.

Como não podia deixar de ser, fomos apresentadas aos conceitos básicos de qualquer festival: às festas (até às tantas), ao mítico Passa Calles (que nos deu a conhecer melhor os encantos e recantos da Covilhã) e tudo isto apenas possível devido ao conceito de “guias” – um agradecimento especial, foram magníficos!


Embora mais de 50, o nervosismo para o palco era só um (e a viola estreante Valquíria certamente contribuiu), e um sentimento de família crescia em nós. Depois do ensaio “geral”, algures nos corredores da UBI, chegou o momento pelo qual tanto ansiámos: a actuação.

Afinámos as vozes (sem chá de menta) e, já roucas, atacámos o palco do V Feitiço como só A Feminina sabe fazer: entre interlúdios e canções, trocámos olhares nervosos, mas seguras de que era ali que pertencíamos. Terminado o grito: “Para para, para para, para para pa pa FARMÁCIA!” saímos do palco orgulhosas desta Tuna que temos a sorte de acompanhar.

Os pormenores da última noite enfeitiçadas ficam entre nós, e com eles as memórias que só cria quem vive tão fantásticos momentos mas domingo, cansadas, afónicas e doridas, voltámos para Lisboa, do nosso primeiro festival, com a certeza de que é esta a Tuna que queremos ouvir!



É aqui que pertencemos,


Sara Mateus e Inês Gouveia, Candidatas da Tuna A Feminina

1 comentário:

THALITA ARAUJO CUNHA disse...

Que experiência bacana!!!

Beijo,

Thalita Cunha
www.trintastic.com